Gestão de denúncias e investigações internas na prática

Quer aprender como funciona a jornada de gestão de denúncias e as investigações corporativas? Este artigo foi desenvolvido a partir do workshop realizado em 03 de novembro de 2022, pelo Ouvidor Digital, que tratou sobre Gestão de denúncias e investigações internas na prática. O painel foi conduzido por Giovani Saavedra, Head de Direito Digital e Compliance do Saavedra & Gottschefsky – Sociedade de Advogados, e por Paulo Acorroni, CEO do Ouvidor Digital.

Canal de denúncias como ferramenta de captura de relatos com informação necessária ao processo de investigação

O processo de investigação se dá a partir de um relato feito em um canal de denúncias. Para que esse processo seja feito da melhor forma possível e sem riscos de vazamentos ou conflito de interesses, é necessário que sejam estabelecidos princípios que envolvem a governança aplicada à área de investigações corporativas. 

Para garantir que não haja conflito de interesses e também mantenha o anonimato do denunciante, a escolha do canal de denúncias deve ser feita pensando nos recursos oferecidos pela ferramenta.

Como funciona a jornada de realização e gestão da denúncia

Em primeiro lugar, o público, tanto interno quanto externo, precisa conhecer o canal. Mais do que saber qual é o link de acesso, é necessário que os stakeholders saibam o que é, para que serve, quais são os tipos de denúncia que podem ser feitas, como identificar desvios de conduta e qual é a diferença entre um canal de denúncias e uma ouvidoria. Não queremos que as pessoas utilizem o canal para fazer uma fofoca, não é mesmo?

Uma vez sabendo como identificar esse tipo de situação, ao presenciar ou tomar ciência de desvios de conduta, o denunciante pode realizar um relato no canal de denúncias. Do outro lado, a denúncia é recebida por um especialista, que realiza a triagem e a curadoria das denúncias para encaminhar ao Comitê de Investigação da empresa. 

Em seguida, se o relato for procedente, o Comitê conduz a investigação e o tratamento. O Canal de Denúncias do Ouvidor Digital oferece indicadores para retroalimentar o programa de integridade e compliance das empresas. 

Gestão de denúncia vs. investigação 

Nem todas as denúncias realizadas no canal vão acionar uma investigação corporativa. A triagem é feita por uma equipe que vai indicar se o relato é procedente e passível de investigação, já que existem denúncias que podem ser apuradas de maneira mais simples pelos membros do Comitê de Ética da empresa. 

Se a denúncia envolver condutas que podem gerar processos judiciais contra a organização, é necessária uma investigação mais aprofundada com uma equipe especializada, que pode ser terceirizada, explicou Dr. Saavedra. 

O papel da investigação é apurar e responder as questões fundamentais para identificar:

  • Os autores
  • A ação denunciada
  • Quem são as vítimas
  • Quem testemunhou
  • Onde ocorreu
  • De que forma ocorreu
  • Quais as razões que levaram ao fato
  • Qual é o impacto financeiro

Com essas informações em mãos, a equipe de investigação pode determinar o que deve ser feito, com base nas exigências do compliance e da governança interna. E, a partir desses dados, a empresa pode (e deve!) adotar procedimentos para prevenir a reincidência, com a utilização de treinamentos ou novos protocolos de segurança, por exemplo. 

Assista ao workshop na íntegra

Para assistir ao workshop completo, clique aqui.