Como ser compliance officer de sucesso?

O compliance é uma das principais estratégias de negócios de uma empresa. Ainda que seja muito recente o Compliance no Brasil, o tema vem ganhando cada vez mais espaço. Com isso, surge a demanda do profissional da área, o compliance officer.

Aqui no blog já discutimos muitos aspectos sobre o Compliance e hoje vamos abordar o que é necessário para se tornar um compliance officer de sucesso.

Fique conosco.

Quem pode se tornar um compliance officer? É necessário ser formado em Direito?

Não existe nenhuma formação específica para os profissionais de Compliance, portanto não é necessário ter formação jurídica.

 A exigência miníma é um curso de graduação, no entanto, existem empresas que preferem contratar profissionais que tenham mestrado ou alguma especialização na área.

Já que não existe nenhum curso de graduação voltado apenas para o compliance, uma forma de avançar para estudos mais específicos é através de uma pós-graduação.

A partir da pós-graduação é possível ampliar seus conhecimentos e especializar no setor que você quer atuar, como, por exemplo, compliance trabalhista, tributário, ambiental, entre outros.

O que faz um compliance officer?

O compliance officer cria um plano para garantir a conformidade interna e externa da empresa.

Ele deverá conhecer as atividades da empresa, seus colaboradores e investigar que tipo de riscos a empresa está exposta: financeiro, ambiental, etc. O cargo é de confiança e precisa de atuação direta com a alta liderança.

Desta forma, o papel do compliance officer é implementar um Programa de Integridade que informe a empresa sobre os riscos e exigindo o controle e cumprimento das leis e normas.

De modo geral, o setor de Compliance executa tarefas como:

  • Criação do Código de Conduta ou Otimização do mesmo;
  • Mapeamento dos riscos do negócio;
  • Promoção da transparência nos negócios empresariais;
  • Monitoramento das atividades conforme as normas e legislações;
  • Análise de riscos operacionais;
  • Definição de canais de denúncia;
  • Implementação de uma cultura de compliance;
  • Zelar pela boa reputação da empresa perante a mídia e os consumidores.

Qual é o perfil de um bom compliance officer?

A área de compliance está em expansão no Brasil, mas ainda existe uma carência de profissionais qualificados. Como foi dito anteriormente, não é necessário que o compliance officer seja advogado, mas precisará conhecer tecnicamente todos os pilares do programa e desenvolver algumas habilidades necessárias para o sucesso:

Boa comunicação

O compliance officer precisa se relacionar com todos os níveis hierárquicos desde o estagiário até a alta administração e passar as orientações de forma clara e precisa, adequando a linguagem a cada situação

Conhecimento Técnico sobre as melhores práticas de Compliance

O bom Compliance Officer deve possuir conhecimento sólido sobre as melhores práticas na área. 

Atualizado sobre as pautas sociais 

A capacidade de se atualizar constantemente sobre importantes pautas sociais em voga também é essencial para o profissional de Compliance. É necessário prever a importância de novas discussões sociais, dentro e fora do ambiente de trabalho, a fim de mitigar o impacto que estas questões podem gerar no ambiente interno.

Visão Estratégica

Quem trabalha com Compliance deve ter visão estratégica para enxergar o cenário como um todo para definir os objetivos menores.

Integridade

O compliance é área responsável pela empresa estar em conformidade com as leis, normas e regimentos internos. Por isto, é de suma importância que o profissional seja integro e ético, não cedendo as pressões externas e internas.

Aproveite e descubra quais são os pilares do Compliance.

Compartilhe: