Início » Artigos » Assédio Moral no Home Office – Você sabe o que caracteriza?
Fonte: Freepik

O assédio moral no home office é uma realidade, no entanto, muitas pessoas não sabem como caracteriza-lo.

A pandemia do covid-19 trouxe mudanças significativas para a nossa sociedade, incluindo nas rotinas de trabalho.  

Com a intenção de diminuir o contágio e a exposição dos colaboradores ao vírus, muitas empresas adotaram o teletrabalho, mais conhecido como home office.

Existe uma dificuldade em gerir suas equipes por parte dos gestores, acabando em assédio moral.

O que é Assédio Moral?

Segundo o Tribunal Superior do Trabalho: “ Assédio moral é a exposição de pessoas a situações humilhantes e constrangedoras no ambiente de trabalho, de forma repetitiva e prolongada, no exercício de suas atividades. É uma conduta que traz danos à dignidade e à integridade do indivíduo, colocando a saúde em risco e prejudicando o ambiente de trabalho.’’

Como pode ser caracterizado o Assédio Moral no homeoffice?

O homeoffice possui características diferentes pois é feito à distância, as reuniões são realizadas por videoconferências, a entrega de relatórios são aprovados por aplicativos e toda comunicação é feita online. 

O assédio moral dentro desta modalidade de trabalho também possui características diferentes e está ligado à invasão de privacidade. 

O homeoffice é um ambiente que causa uma ideia de maior produtividade pois o trabalhador está em casa e consequentemente existe uma cobrança maior da chefia. Além disso, também pode elevar os comentários maldosos dos colegas sobre a indisponibilidade do profissional que está em casa e deveria estar trabalhando.

Exemplos de assédio moral no home office

O assédio moral no home office pode ser muito parecido ao contato presencial entre os envolvidos.  O assédio ocorre através de mensagens escritas ou de vídeo, mas existem situações que dizem respeito à privacidade do colaborador.

É necessário ter cautela quanto às chamadas em horários incondicionais e fora do expediente. O homeoffice não é desculpa para transformar o trabalho em um plantão 24 horas. 

Pode ser acordado que o profissional realize alguma atividade fora do seu horário, porém deve se atentar que ninguém deve ficar disponível 24 horas por dia.

Além disso, comentários sobre a aparência do colaborador ou do local de trabalho que ele realiza as videochamadas também pode caracterizar invasão da privacidade do empregado.

Outro exemplo de assédio moral é o isolamento do profissional. Quando suas ideias são ignoradas por todos, não há interação com os outros colegas e feedback do gestor. Pode ocorrer tanto presencialmente quanto virtualmente.

É importante ressaltar que fazer críticas nas redes sociais ou no chat interno são situações muito graves e que podem acarretar problemas para os gestores.

Como o Canal de Denúncias pode prevenir o assédio moral no homeoffice?

Um dos mecanismos mais eficazes para prevenção e detecção do Assédio Moral, tanto presencialmente quanto no ambiente virtual é através de um Canal de Denúncias que promova com segurança o anonimato e uma política de não retaliação das vítimas.

É primordial que seja feita uma ampla divulgação do canal para que todos tenham acesso ao canal e saibam que possam denunciar eventuais abusos.

Além disso, é muito importante fortalecer uma cultura ética, sem tolerância a tais tipos de conduta.

Uma ampla divulgação do canal, alinhada a um código de conduta e política de garantia do anonimato do denunciante e não retaliação são essenciais para o pleno funcionamento de combate a estas situações.

Compartilhe: